Diário – fim de um capitulo começo de outro (relato)

Acho que devo uma explicação porque eu parei com os relatos do Trisal a muito tempo, já postei outros relatos e contos diferentes, mais está com MUUUITO tempo que não falei mais do Trisal, pois bem… Este é um “diário” de forma resumida sobre esse capitulo de nossas vidas que acabei que ainda não tinha contado. Pois acho que devo isso aos leitores deste blog…

picsart_07-24-115373686151576509120.jpg

Eu já estou acostumado a ficar trancado em castidade 24/7 durante a semana, na verdade durante o mês inteiro! 30 Dias se tornou meio que o padrão para conseguir a “liberdade” e um orgasmo com meu pau. Uma vez pensamos em bater nosso recorde ultrapassar os 30 dias! Chegamos nos 45 dias, eu estava com muito tesão subindo pelas paredes e quando a Zy finalmente abriu a minha gaiola ela me deixou gozar pelo menos umas 3 vezes de maneiras diferentes. Uma dessas maneira era penetrando aquela buceta maravilhosa, aquele dia eu tava realmente empenhado! Mesmo gozando ainda continuei duro e invertemos pude gozar de novo enquanto ela me comia…

Depois disso aumentamos ainda mais a media da castidade, agora a media não era mais entre 20 a 30 dias trancado e sim entre 30 a 45 mais ou menos. Agora com o uso mais intensivo do cinto meu pau estava perdendo o tamanho (ainda tinha vigor mais dava pra notar que estava menor), não nos importamos conversávamos bastante sobre varias possibilidades e essa era uma delas, estávamos preparados. Embora eu ficasse trancado esse tempo todo ela não ficava sem sexo é claro, ela se masturbava enquanto eu assistia ou eu chupava ela, (acho que eu fiquei realmente bom no sexo oral depois da castidade) até mesmo penetrando ela, mais enquanto eu estava trancado e usando um strap-on, ela também tinha a amante dela pra fazer ela gozar e ajudar ela nas minhas torturas.

picsart_05-09-047999576400742220935.jpg

Zy adora brincadeiras de provocar e negar sem me deixar gozar eu já estava louco de tesão queria gozar e não podia, (é foda quando eu to desse jeito ela consegue qualquer coisa de mim quando faz isso) querendo gozar eu dei a ideia de batermos o nosso recorde de castidade de novo, desa vez 50 dais! Mais ela tinha que me deixar gozar pra zeramos a contagem. Ela ainda provocando negociou mais e mais dias, acabamos fechando nos 65 dias.

Com tantas seções de castidades seguidas e a falta de um pau de verdade na relação e meu pau cada vez menor acabou brotando uma fantasia nova em ambos, a fantasia de cuckold (corno). Nessa época eu já era corno da Zy, pois ela já tinha a Uni como amante, (no começo a relação com uma terceira pessoa foi meio estranha, ver outra pessoa fazer a minha mulher gozar mais forte do que eu conseguia, elas ainda passavam isso na minha cara, elas eram muito sádicas quando se juntavam pra me torturar, mais ao mesmo tempo me deixava com mais tesão e mais apaixonado pela Zy e aquele brilho sádico dela) Eu acabei aceitando o fato de que outra pessoa come melhor minha mulher que eu. Eu e a uni acabamos virando amigos, mais ainda ainda faltava o pênis da relação já que o meu estava constantemente trancado.

picsart_04-02-116995205043087097684.jpg

Já fazia uns 30 dias trancado, ainda faltava muitos dias para o fim no novo “contrato” de castidade, eu estava completamente submisso com muito tesão. em mais uma das visitas da Uni ela trouce umas lingerie, mais elas não eram pra ela e nem para a Zy e sim para mim, mais uma forma de me humilhar e a Zy adorou a ideia. Minha primeira feminização deixou a Zy exitada e eu constrangido, eu vestido de calcinha e sutiã e meu pinto crescendo dentro do cinto e elas rindo pois eu não conseguia esconder que eu estava ficando exitado, minha masculinidade jogada fora! Meu pinto trancado e exitado enquanto elas mandavam eu experimentar varias lingerie de cores e tamanhos diferentes.

Agora cada vez mais estávamos aumentando os dias da minha castidade 45 dias e minhas fantasias indo as alturas, e a vontade da Zy de sentir um pênis de verdade dentro dela também, precisávamos de um pênis de verdade para a Zy, um pênis maior e melhor. A Uni não gostou muito do que estava sendo negociado. Meu pinto cada vez menor um dia poderia nem se quer levantar mais, (o que ainda não aconteceu só esta pequeno mesmo) a Zy precisaria de um pau de verdade para sentar e o meu não iria adiantar mais futuramente. será que eu estava sendo submisso de mais? Não importava, embora o meu tesão estivesse a mil por causa dos dias de castidade eu sempre tentei ser racional, eu estava seguro de mim mesmo, mais as divergências entre Zy e a Uni já estavam aparecendo a algum tempo pouco a pouco.

Enquanto as diferença entre as duas aparecia, uma nova tentava de um novo acordo uma com a outra, uma cedendo algo ambos os lados para tentar equilibrar, Embora alguns pensamentos e ideias fossem parecidos, outros sempre vão ser diferentes mais ainda é possível um meio termo… Ainda sim fica difícil equilibrar tudo, elementos externos sempre somam (formação, emprego, familiares e etc.)

picsart_05-09-043141112733953776535.jpg

50 dias, já tinhamos batido o nosso recorde, mais ainda faltava 15 dias para fazer os 65 dias do “contrato” eu não tava aguentando, mais a Zy quase chegando na semana de provas estava mais preocupada com suas notas e esqueceu completamente do meu pinto, na semana de prova ela perdeu as chaves do cinto! Últimos dias de prova questionei sobre as chaves meu saco tava assado de tanto tempo preso, ela disse que não sabia, tinha perdido as chaves, me deu uma pomada de assaduras e disse que não tinha tempo para isso, “estou preocupada com outras coisas mais importantes” ela disse. O resultado das provas finalmente chegou e ela passou! Ela achou as chaves e tava o tempo todo na mochila de estudos dela! E estava com 65 dias exatos! Conseguimos! Precisávamos comemorar!

Não, eu não fui solto ela chamou a Uni para comemorarmos, mais a Uni só poderia vir daqui a mais uns 10 dias… Zy voltou com as brincadeiras e provocações. 69 dias e eu não tava mais me segurando eu fiz ela gozar de todas as formas, aquela buceta tava uma delicia não conseguia parar de lamber, meus dedos entravam fácil, a cama estava encharcada de tantas vezes que ela gozou mesmo assim ela queria mais, nem com o vibrador ela ficava satisfeita com os orgasmos, meu saco estava cheio ardendo tentei penetrar nela de cinto mais não conseguia era inútil, o fogo dela não acabava mais ela queria um pau, então nem ela tava mais aguentando e disse onde estava as chaves e falou que eu podia abrir e que eu podia penetrar ela. Era como um sonho! Depois de 69 dias trancado mais que o tempo estimado mais que todos nossos recordes anteriores!, eu iria poder penetrar ela!

picsart_04-02-113798422222659863180.jpg

Encontrei as chaves e abri o cinto, meu pau ficou duro de imediato! Só de chegar perto dava para sentir o calor daquela buceta maravilhosa, meu pau já estava latejando, quando fui entrando foi a sensação mais maravilhosa, quentinho e úmido, deslisava fácil, todo meu corpo estava em êxtase, eu tentava mexer bem devagar mais meus sentidos estavam super sensíveis, estava difícil segurar o gozo, eu me tremia de prazer e tentando me segurar, eu estava indo bem devagar mais não tava aguentando, eu já estava indo bem de vagar mais eu parei o movimento para tentar aguentar, mais não aditou eu gozei pelo simples fato de estar dentro de uma buceta depois de tanto tempo.

Eu tinha durado sei la uns 3 minutos? Menos? Não sei eu me desculpava varias vezes por ter gozado, eu tentei como pude segurar mais não consegui, a Zy ria de como meu pinto tinha sido patético, mais para nossa surpresa o tesão era tanto que eu ainda estava duro, ela ainda queria ter um pau e me deu mais uma chance. Então mais uma vez eu tentei penetrá-la, aquela buceta estava uma delicia quente e encharcada de tesão, mais dessa vez minha hiper sensibilidade tinha ido embora, dessa vez eu tava conseguindo me mexer, consegui ir cada vez mais rápido, finalmente eu estava conseguindo fazer ela gozar com meu pinto patético, não sei quanto tempo passou mais eu estava indo bem dessa vez e ela estava ali gozando, eu também já estava prestes a gozar de novo pedi permissão para gozar junto com ela e ela deu permissão para gozarmos juntos entre gemidos e caímos exaustos na cama.

Depois de alguns dias a Uni finalmente chegou mais o clima tava meio estranho, as duas não estavam como antes, não tinha mais aquele fogo no ar, se for pra comparar estava mais como uma reunião de negócios, que para um encontro de amantes e meio que foi bem isso mesmo, nos conversamos mais sobre tentar nossa loja em sociedade e até isso não tava dando certo.

Depois o relacionamento das duas foi só desgastando, cada vez mais DRs e nada de sexo entre elas, nem pra me torturarem. Foi decidido botar um ponto final no Trisal, em todos os sentidos até mesmo da loja que tentávamos montar.

As novas brincadeiras que vieram no o tempo do Trisal, como a de feminização, continuam. Meu pinto continua trancado pelo tempo que a Zy tiver a fim de soltar, e acada dia aumentando mais o tempo que eu fico preso no meu cinto de castidade, também a cada dia a fantasia de cuckold cresce, afinal seu sei que minha dona merece um pau de verdade que faça ela gozar.

squirt

Calma o blog não acabou! Já tem um bom tempo que isso ocorreu, tanto que ja teve muitas postagens depois desses ocorridos, a frequencia no blog diminuiu por falta de tempo mesmo. Eu não ganho nada com o blog então fico sem tempo para me dedicar mais a ele, espero que entendam lo logo tem mais fotos videos e relatos.
Obrigado! S2.

3 comentários em “Diário – fim de um capitulo começo de outro (relato)

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: